87,4% das vagas do ‘MaisMédicos’ já estão ocupadas na região

Imprimir   |   Enviar por e-mail

Quase 90% das vagas deixadas pelos médicos cubanos que saíram do Programa “Mais Médicos” já foram preenchidas na RMC (Região Metropolitana de Campinas).

Das 119 posições antes ocupadas por profissionais caribenhos em 12 cidades servidas pelo programa do Ministério da Saúde, 104 (o equivalente a 87,4%) já têm médicos brasileiros substitutos indicados. Até ontem à tarde, restavam apenas 15 vagas.

Os médicos que vão substituir os cubanos têm até o dia 14 para se apresentarem nas cidades escolhidas por eles e começarem a trabalhar.

Na RMC, já preencheram todas as vagas as cidades de Campinas (42 médicos), Nova Odessa (nove), Santa Bárbara d’Oeste (seis), Artur Nogueira (sete), Indaiatuba (dois), Itatiba (cinco), Monte Mor (seis) e Santo Antonio de Posse (quatro). Cosmópolis preencheu três das suas sete vagas, Hortolândia tem 11 dos 18 médicos já indicados e Sumaré preencheu nove de suas dez posições. Pedreira tem direito a três vagas, mas não respondeu aos questionamentos da reportagem ontem.

Entre os profissionais que já preencheram as vagas, 29 deles se apresentaram aos municípios e alguns já estão trabalhando.

É o caso de Nova Odessa, onde sete médicos brasileiros que vão substituir as profissionais cubanas se apresentaram ontem na Secretaria de Saúde. Três deles começaram a trabalhar ontem mesmo, à tarde, os outros três devem começar até o dia 14.

Todos os médicos são clínicos gerais, segundo explicou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, que esteve acompanhado da coordenadora de Atenção Básica da rede municipal, Ana Rubia de Matos, na recepção aos profissionais ontem. Iniciaram ontem Juliana Ramos de Assis (UBS 5 – Jardim Alvorada), Karen Stephanie Puga Maldonado (UBS 3 -Jardim São Manoel) e Thiago do Amaral Gomes (UBS 2 Jardim São Jorge).

Pelo contrato, os médicos terão direito a auxílio moradia no valor de R$ 2,1 mil (US$ 538) e R$ 700 (US$ 179) de auxílio-alimentação, além do salário de R$ 11,8 mil (US$ 3.025,64).

Santa Bárbara d’Oeste é outra cidade que já está recebendo médicos substitutos. No último dia 27, chegou um novo generalista, que iniciou atendimento na UBS (Unidade Básica de Saúde) Dr. Felício Fernandes Nogueira, no Mollon. Ontem estava prevista a chegada de mais dois profissionais, um para a UBS do São Fernando e outro na UBS do Cruzeiro do Sul. Outros três médicos devem chegar ao município até dia 14, de acordo com o edital do Programa do Governo Federal.

Em Sumaré, três médicos também já estão trabalhando. Em Cosmópolis, três já começaram a atender e em Monte Mor, dois profissionais estão atuando. Outros quatro começam a trabalhar em Santo Antonio de Posse no próximo dia 10, segundo a prefeitura.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css