Ceasa completa 43 anos e investe em logística

Imprimir   |   Enviar por e-mail

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), e o diretor-presidente da Ceasa de Campinas, Wander Villalba, anunciam hoje a abertura do processo de licitação para a construção da nova plataforma logística, chamado de PL1, do Mercado de Hortifrutis da central de abastecimento. A cerimônia de abertura do processo será realizada durante as comemorações do 43º aniversário da fundação da Ceasa, que acontece hoje, às 9h, no prédio da administração.

Além disso, a diretoria da Ceasa também irá divulgar o cronograma de ações para 2018 e um balanço do desempenho dos programas sociais sediados pela empresa. Durante o evento, a reforma da recepção do prédio da Administração será entregue, e será feito, também, o anúncio do novo paisagismo dos jardins de inverno da sede. A obra da PL1 deve agilizar o processo de carga e descarga de produtos.

Hoje em dia, a central de abastecimento campineira é referência nacional, e a quarta maior do país. O entreposto movimenta, anualmente, cerca de 700 mil toneladas em produtos, sejam hortifrutigranjeiros, flores ou acessórios. Além disso, a central também abriga e ajuda a financiar importantes e premiados programas sociais, como o Banco Municipal de Alimentos, a Alimentação Escolar e o Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação (ISA).

A nova plataforma que terá o processo de licitação aberto na cerimônia de hoje visa melhorar a logística das operações do mercado, e será construída numa área de 1.257m² no lado norte, ou ímpar, do entreposto, próximo ao Galpão Permanente (GP1), e do Mercado Livre Central (MLC). Apesar de ter a infraestrutura moderna semelhante à da Plataforma Logística 2 (PL2), localizada no lado sul, ou par, e inaugurada em junho de 2016, a nova construção terá a instalação de um reservatório de água de reuso, para aproveitar a água das chuvas.

Esse reservatório terá capacidade para 2.350m cúbicos de água. Além do sistema de reuso de água, a nova plataforma contará, também, com quatro rampas de acesso para carrinhos e pedestres, câmeras de segurança integradas à central de monitoramento da Ceasa, e iluminação com lâmpadas de LED, que são mais eficientes e econômicas.

Também serão construídos sanitários centrais, entre as duas plataformas, PL1 e PL2, e área total de cobertura de 118m². A edificação terá banheiros femininos e masculinos, contando sanitários, lavatórios e chuveiros e instalações para pessoas com necessidades especiais. A estimativa para a conclusão das obras, tanto da plataforma quanto dos sanitários, é de seis meses a partir da contratação dos serviços. Estima-se que o valor total seja de R$ 2,5 milhões (US$ 781,3 mil), com recursos da Ceasa.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css