Confiança em alta amplia crédito público para RMC

Imprimir   |   Enviar por e-mail

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) registrou um aumento de 504% nos desembolsos de recursos realizados pela Desenvolve SP, agência de fomento do governo paulista, no primeiro trimestre deste ano. O volume subiu de R$ 2,6 milhões (US$ 767 mil) entre janeiro e março de 2017 para R$ 16,1 milhões (US$ 4,7 milhões) este ano – a maior parte dos empréstimos foi tomada por médias empresas, que ficaram com 78% dos créditos no trimestre. O destino de 75% dos financiamentos foi para projetos de investimentos.

Para o presidente da Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo Santos, os empréstimos destinados a investimentos, que somaram R$ 12,09 milhões (US$ 3,6 milhões) no trimestre (520%) acima do mesmo período no ano passado, é resultado da volta da confiança do empresariado na retomada da economia.

 

Segmentos

 

A tomada de empréstimo pela indústria cresceu 1.974% na comparação dos primeiros trimestres de 2017 e 2018 e comércio e indústria, 411% – a maior parte dos empréstimos, no entanto, foi destinada, aos setores de comércio e serviço.

Segundo a Desenvolve SP, dos R$ 16,1 milhões (US$ 4,7 milhões) emprestados este ano, 80% foram destinados ao comércio e serviço e 20% para a indústria, sendo que 75% tiveram como destino projetos de investimentos e 25% capital de giro.

A tomada de empréstimos para investimentos em inovação caiu nesse trimestre, na comparação de 2017 – de R$ 1,8 milhão (US$ 531 mil) para R$ 305,6 mil (US$ 90 mil). As médias empresas tomaram R$ 12,6 milhões (US$ 3,7 milhões), as pequenas R$1,1 milhão (US$ 324 mil) e as grandes R$ 2,4 milhões (US$ 708 mil).

 

Linhas de crédito

A Desenvolve SP tem mais de 20 linhas de créditos para pequenas e médias empresas para financiamento de projetos de investimentos, compras de máquinas e equipamentos, inovação, projetos sustentáveis, exportação e capital de giro. As taxas de juros são a partir de 0,53% ao mês para projetos de inovação, com prazos de até dez anos, dois anos de carência, além de contratação de fundos para composição de garantias.

O público-alvo são as pequenas e médias com faturamento anual de R$ 360 mil (US$ 106 mil) a R$ 300 milhões (US$ 88 milhões), incluída as startups, microempresas, por meio de linhas de crédito especiais e programas de governo de acordo com as linhas de crédito da Desenvolve.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css