A voz de Moraes Moreira no Teatro Iguatemi

O intérprete Moraes Moreira, ao seu jeito, se apropria das canções alheias para recriar um repertório que o apaixona desde jovem. O resultado é o show Elogio à Inveja, que poderá ser visto amanhã, no Teatro Iguatemi Campinas. Há muito tempo, o artista guardava esse show dentro do seu coração, agora quer compartilhar com o público que sempre o acompanha.

Moraes teve na sua formação musical o rádio e o alto falante. Dede muito menino, fazia imitações baratas e sem pudores dos nossos grandes cantores, tais como Doprival Caymmi, Herivelto Martins, Caetano Veloso. Até hoje, Moraes Moreira cultiva em sua memória afetiva canções de todos os tempos e dos mais variados autores e diz sentir inveja de determinadas composições. Esse foi o impulso para se aventurar a mostrar esse show, que deixa o compositor de lado e apresenta-se apenas como intérprete.

Elogio à Inveja traz um repertório de 21 pérolas, entre as quais Moraes passeará livremente. Entre os compositores reverenciados estão Alcyr Pires Vermelho, David Nasser, Assis Valente, Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Ataulfo Alves, Garoto, Vinícius de Moraes, Chico Buarque, Herivelto Martins, Luiz Gonzaga, Marino Pinto, Zé da Zilda, Noel Rosa, Braguinha, Paulo Leminski, Tom Zé, Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

“Um dos mais eloquentes símbolos da potência da cultura popular na canção brasileira, Moraes Moreira irradia uma capacidade de atingir os ouvidos mais simples e os mais exigentes com a mesma intensidade. Como um alto-falante, sabe inventar em sua obra aquilo que o povo quer ouvir. Seu violão descende diretamente de Caymmi, João Gilberto e Gilberto Gil. É um músico de rua, de baile e de palco. Seus shows estão entre os mais contagiantes a que se pode assistir no Brasil”, escreveu Zuza Homem de Mello, jornalista especialista na história da música popular brasileira.

Cantor explica poeticamente seu show

Que tal, um pecado capital?

Ora veja, a inveja

Posta na bandeja

Almeja a canção dos outros

Sem culpa nenhuma

Solfeja a melodia

Arpeja o violão.

Existe a inveja digna

A Inveja benigna

São verdadeiras paixões

Areja os meus pensamentos

Descansa as minhas canções

Meus “Sucessos obrigatórios

”Aqueles que me encantaram

Deixo agora num canto

Quero cantar a obra alheia

Apropriar-me da canção

Quero roubar seus acordes,

Sabê-las tão belas

Existem outras iguais a elas

Tão belas e eu nem sei cantar

São verdadeiras paixões

Areja meu pensamento

Descansa as minhas canções.

(Moraes Moreira)

AGENDE-SE

O quê: show Elogio à Inveja, de Moraes Moreira

Quando: amanhã, às 21h.

Onde: Teatro Iguatemi Campinas (Avenida Iguatemi, 777, Jd. Flamboyant)

Quanto: R$ 120 e R$ 60 (meia-entrada)

Postado em Correio Popular