--> Portal da Cultura na Região Metropolitana de Campinas - RMC
Início

 

 

Orquestra e a ópera de Carlos Gomes PDF Imprimir E-mail
Correio Popular  -  Sex, 09 de Março de 2018

Lo Schiavo (O Escravo), do maestro campineiro Antônio Carlos Gomes (1836-1896), a segunda ópera mais famosa do compositor, apresentada pela primeira vez no Rio de Janeiro em 1887, em homenagem à Princesa Isabel, responsável pela abolição da escravatura, foi a peça escolhida para abrir a temporada artística 2018 da Orquestra Sinfônica de Campinas, nos concertos que ocorrem hoje e manhã no Teatro Municipal José de Castro Mendes.
Com regência do maestro titular Victor Hugo Toro, o repertório inclui ainda a Suíte para Cordas, de José Pedro de Sant’Anna Gomes (1834-1908), irmão de Carlos Gomes, que em abril deste ano completaria 110 anos. Nos dois concertos, a ópera, com argumento original elaborado por Alfredo D’Escragnolle Taunay (Visconde de Taunay), será executada em versão de concerto, sem encenação.
Para interpretar a história do amor proibido da índia Ilara e do europeu Américo, tendo como moldura as lutas entre indígenas e portugueses, a Sinfônica convida solistas de destaque da cena lírica: as sopranos Elaine Morais e Joyce Lima Martins, o tenor Enrique Bravo, os barítonos Douglas Hahn e Vinícius Atique e o baixo-barítono Saulo Javan.
“Há 130 anos o Brasil deu um passo importante com a assinatura da Lei Áurea, libertando perto de 700 mil escravos e finalizando quase 300 anos de humilhante servidão. Um ano e poucos meses depois, Carlos Gomes estreava seu Lo Schiavo, uma obra de forte inspiração abolicionista, com todos os elementos de um bom enredo operístico: revoltas de escravos, refúgios em quilombos, amor entre um senhor branco e uma índia escrava, um índio escravo obrigado a casar-se com a mulher designada por seus patrões. É também a música da saudade de Carlos Gomes por sua terra: a lembrança do céu brasileiro, das florestas, dos amores, tudo junto a uma composição inspiradíssima e uma orquestração muito sofisticada. Na terra de Carlos Gomes e na lembrança de uma data histórica tão significativa para o Brasil, que outra obra poderíamos ter escolhido para abrir a nossa temporada 2018 em grande estilo?” , coloca o maestro.
“Também apresentaremos uma suíte de cordas de Sant’ Anna Gomes. Como ele chegou a viver no século 20, suas obras têm uma influência importante da belle epoque, a literatura pianística e as músicas de salão”, completa Toro.
 
Agende-se
O quê: Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas
Quando: Hoje e amanhã, às 20h.
Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, fone: 3272-9359)
Quanto: R$ 30,00 (inteira), R$ 10,00 (professores de Campinas e da RMC, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiência) e R$ 5,00 (estudantes da rede pública)
 

 

AGEMCAMP - Agência Metropolitana de Campinas
Av. Brasil, 2340 - 3º andar do Edifício 1 - Bloco A - Conj. CATI
Bairro Jd. Chapadão - Campinas - SP - CEP 13070-178
Tel: (19) 3211-5600
E-mail:
 

Acesse:

Portal Agemcamp
Invista na Região Metropolitana de Campinas
Portal de Turismo de Negócios e Eventos da RMC
Observatório Metropolitano - Indicadores da RMC