Evento em Campinas debate soluções criativas para municípios

Imprimir   |   Enviar por e-mail

Debater e apontar soluções inovadoras para municípios é o principal objetivo do evento gratuito CITiS (Cidades Inteligentes através da Transformação Digital e Social), que acontece hoje, das 9h às 17h30, no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), na Rua Doutor Ricardo Benetton Martins, nº 1.000, no Parque II do Polo de Alta Tecnologia, em Campinas. A programação completa está disponível no link https://joinups.cpqd.com.br/ pelo qual os interessados em participar devem fazer sua inscrição.

Vinícius Garcia de Oliveira, gerente de desenvolvimento de negócios em Cidades Inteligentes do CPqD, afirma que será um espaço destinado a novidades, “em que gestores públicos e fornecedores de tecnologia terão a oportunidade de trocar informações, experiências e discutir soluções para atender às diferentes necessidades dos municípios brasileiros”. A conferência acontece em uma arena de 200m², com espaço para café e TVs (que transmitirão os debates e palestras realizados no auditório).

Ao todo, oito expositores farão demonstrações de produtos, aplicações e tecnologias já disponíveis—ou em desenvolvimento—para smart cities. São eles: Pluvi.On, Exati, Taggen, WND/Sigfox, Huawei, Multiway, Urbano e a plataforma aberta dojot, que foi desenvolvida pelo CPqD com o objetivo de facilitar e acelerar o desenvolvimento de aplicações de Internet das Coisas (IoT) adequadas à realidade brasileira, em diversas áreas—entre elas, cidades inteligentes.

Alguns cases serão abordados, entre eles, o Sistema Inteligente de Monitoramento Veicular (SIMVECAMP), implantado em Campinas como parte de um programa destinado a tornar a cidade mais segura. Outra palestra apresentará o case de iluminação pública inteligente do município de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Outra novidade a ser apresentada é a estação meteorológica de baixo custo da Pluvi.On, desenvolvida em parceria com a Unidade EMBRAPII CPqD (com apoio do Sebrae) e com o Grupo Icatel. Compacta, a estação possui diversos sensores integrados, de tipos diferentes—para medição do volume e intensidade de chuva, de temperatura, umidade do ar, de direção e velocidade do vento —, que permitem o monitoramento de condições climáticas em pontos específicos.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css