TI e suas aplicações no centro do debate

Imprimir   |   Enviar por e-mail

O Capítulo VII do Fórum RAC – Caminhos da Retomada – “Os Avanços da Tecnologia da Informação: Contribuindo para um Mundo Melhor?”, dará ênfase à aplicação da Tecnologia da Informação nos mais diversos setores. As duas primeiras conferências irão abordar, respectivamente, a “Contribuição da TI para o Desenvolvimento Industrial e Comercial” e a “Contribuição da TI para a Gestão Pública”. O evento acontece no próximo dia 25, das 8h30 às 13h, no Royal Palm Hall (Avenida Royal Palm Plaza, 100, Jardim Nova Califórnia, em Campinas).

Primeiro conferencista a se apresentar, Arthur João Catto, executivo de pesquisa e inovação do Instituto Eldorado e professor doutor do Instituto de Computação da Unicamp, abordará o emprego da TI na indústria e no comércio. Para o PhD em Ciência da Computação, apesar do nome “tecnologia da informação” já ter se estabelecido, é importante lembrar que as inovações são decorrentes de um conjunto que inclui também as tecnologias da comunicação e as eletrônicas.

Catto detalhou que o cotidiano das pessoas já está subordinado às tecnologias – e dá um exemplo simples e contundente disso. “Imagine o que aconteceria se tivéssemos que passar 24 horas sem qualquer tipo de acesso à internet. O que continuaria funcionando normalmente no mundo nessas condições? E a internet é apenas um fator. Há muitas coisas acontecendo no momento e muitas outras ainda por vir”, disse, ressaltando que o fórum sobre o tema é extremamente válido.

Presidente da Informática de Municípios Associados (IMA), Fernando Garnero lembrou que as ferramentas tecnológicas auxiliam no processo de tornar a tomada de decisões mais assertiva. Além disso, destacou, a automação dos processos garante mais agilidade e economia de recursos do poder público. “Os municípios caminham rumo ao objetivo de atingir o conceito de cidades inteligentes, e isso só é possível através da tecnologia”, afirmou. “Ela facilita uma grande série de coleta de dos e de processos, como por exemplo a unificação de cadastros, a integração de informações, o acompanhamento de indicadores sociais e o georreferenciamento, para citar apenas alguns”.

Garnero entende que a observância em tempo real desses processos torna os serviços municipais mais acessíveis e transparentes para todos, desburocratizando os procedimentos. Contudo, ele frisou que a questão ainda traz alguns desafios – como verbas disponíveis para investimentos na área. “Além disso, é preciso que os servidores sejam capacitados para lidar com esses sistemas e processos. Um dos caminhos para superar essas limitações são os diversos programas do governo federal, que tentam facilitar o acesso à tecnologia”, afirmou.

Como exemplo do emprego da TI na gestão pública, Garnero cita que a IMA iniciou recentemente a implantação da rede de fibra óptica em Campinas, iniciativa que trará vantagens para o município, como redução de custos, aumento de velocidade, maior confiabilidade, melhor eficiência nas manutenções e mais segurança. “A rede já conta com 120 quilômetros de extensão e uma nova fase foi iniciada para a implantação de mais 80 quilômetros, dentro de um projeto que prevê um anel óptico total de 450 quilômetros que englobará todo o território da cidade, interligando escolas, câmeras de segurança, postos e centro de saúde, entre outros prédios públicos”, destacou.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css