Visita de estudantes a ETE reinicia Programa de Educação Ambiental

Imprimir   |   Enviar por e-mail

A Prefeitura de Nova Odessa iniciou ontem (29) as atividades do calendário 2020 do “Programa Municipal de Educação Ambiental”, desenvolvido com base nas diretivas do “Programa Município VerdeAzul”, do Governo do Estado, que desde 2007 estimula e auxilia as prefeituras na execução de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável.

A primeira atividade envolveu 49 alunos do SOS/Seano (Serviço de Orientação e Solidariedade/Serviço Educacional ao Adolescente de Nova Odessa), que fizeram uma visita monitorada à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Quilombo – gerida pela Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa), responsável pelos serviços de água esgoto e manejo de resíduos na cidade. A estação trata 100% do esgoto doméstico coletado na cidade.

A visita foi guiada pelo técnico ambiental e gestor da unidade, Thiago Jozer, e acompanhada pela professora Meria Brito de Jesus, interlocutora do Programa Município VerdeAzul, além de pais de alunos.

“A atividade é importante para que eles entendam como se dá o tratamento, vejam a complexidade do trabalho e não descartem resíduos que dificultam o processo. Além disso, a oportunidade serve para que eles percebam como são privilegiados por viverem numa cidade que trata todo esgoto que produz”, comentou Claudinei Rodrigues, pai de um dos alunos e um dos responsáveis pelo grupo.

Durante o passeio, eles conheceram todas as etapas do processo de tratamento, desde a chegada do esgoto ‘in natura’ até a devolução dos efluentes ao Ribeirão Quilombo, em forma de água limpa, com apenas 3 mg/l de carga orgânica (DBO), ou seja, 98,88% de remoção de impurezas.

Em treinamento na Guardinha de Nova Odessa, eles ainda conheceram a Usina de Compostagem de Lodo, que transforma o resíduo sólido gerado durante o tratamento de esgoto em fertilizante orgânico para uso em praças, parques e jardins.

O secretário de Meio Ambiente, Edson Barros de Souza, o “Nenê Gás”, adiantou que o calendário 2020 de educação ambiental no município será mais abrangente. “Nosso desafio é conscientizar cada vez mais os adultos. O trabalho nas escolas já é muito bem-sucedido e continuaremos focados nas crianças e nos adolescentes, que são o futuro do país, mas com um olhar diferenciado para aqueles que estão fora da escola”, disse.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css