Lojistas de Campinas apostam em mais amor nas registradoras

Imprimir   |   Enviar por e-mail

Se depender da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), o Dia dos Namorados de 2019 deve ser um pouquinho mais romântico que o de 2018. A entidade espera um crescimento de 2,12% no faturamento de Campinas, que deve atingir R$ 178,5 milhões (US$ 45,8 milhões). Em toda a a Região Metropolitana (RMC), o crescimento deve ser de 2,10% e o faturamento, de R$ 376,2 milhões (US$ 96,5 milhões).

Essa expectativa positiva se deve à leve melhoria nos indicadores de confiança da economia, conforme avaliação feita pelo Departamento de Economia da Acic, que também apontou para um aumento no valor médio dos presentes, que avançou 4,5%, para R$ 116 (US$ 29,7). Os itens mais procurados devem ser os comuns para a época: perfumes, jóias e bijuterias, flores e celulares. Também deve haver um aumento no faturamento dos restaurantes com os jantares românticos, lembra o economista da ACIC, Laerte Martins. Também segundo ele, é esperada uma expansão nas vendas do e-commerce, que podem atingir este ano o equivalente a 8,5% das vendas físicas.

A presidente da Acic, Adriana Flosi, destaca a importância da data para o comércio e enfatiza a necessidade de os empresários criarem estratégias específicas. “Um estudo do Google avaliou que, este ano, 62% dos internautas estão em algum tipo de relacionamento, e desses, 87% estão namorando ou casados. E mais da metade do total pretende presentear seu parceiro ou parceira na data, sendo que 34% pretendem comprar o presente pela internet”, detalha.

Ainda de acordo com o estudo, entre os casados, o frete grátis e o prazo de entrega são os diferenciais mais importantes. Já para os namorados, parcelamento e facilidade de troca são os serviços que fazem a diferença. “Conhecer o comportamento do consumidor é um diferencial imprescindível para o comerciante proporcionar uma jornada de compra personalizada, o que contribui para impulsionar as vendas”, analisa a presidente da instituição. A data deve gerar em Campinas 819 vagas temporárias nos shoppings e 196 no comércio central, números pouco maiores que os registrados no ano passado. Na RMC, devem ser 1.825 postos temporários nos shoppings e 510 nas lojas das regiões centrais das cidades, também com pequena variação positiva sobre o ano anterior.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css