Médicos da Unicamp estão em final de prêmio

Imprimir   |   Enviar por e-mail

Hoje serão conhecidos os ganhadores do Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica em cerimônia no Clube Monte Líbano, em São Paulo, a partir das 19h. Ao todo, foram inscritos 106 trabalhos, todos de médicos brasileiros. Deste total, foram selecionados 15 finalistas, entre eles, um projeto de um grupo de médicos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que concorrerá na categoria Inovação em Genética.

O prêmio ainda tem outras quatro categorias – Medicina Diagnóstica, Tratamento, Prevenção e Medicina Social – criadas com o objetivo de estimular e contribuir para o desenvolvimento de projetos na área de medicina que sejam efetivamente inovadores. O projeto da Unicamp que está entre os finalistas reúne dez profissionais que trabalham nas cidades de São Paulo e Ribeirão Preto, além de médicos dos estados da Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro: Wilson Nadruz Junior, Layde Rosane Paim, Roberto Schreiber, Guilherme de Rossi, José Roberto Matos-Souza, Anselmo de Athayde Costa e Silva, Décio Roberto Calegari, Andrei Carvalho Sposito, José Irineu Gorla e Alberto Cliquet Junior.

O trabalho elaborado por eles mostra como a inatividade física impulsiona o risco de infarto, AVC e insuficiência cardíaca em quem depende de cadeira de rodas para se movimentar. Os pesquisadores reuniram um grupo de voluntários e os dividiram em dois, entre sedentários e praticantes de esporte. Depois, os resultados foram comparados com aqueles obtidos nos testes de pessoas fisicamente saudáveis.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css