Diminuir o Tamanho da Letra Aumentar o Tamanho da Letra Dar Contraste / Retirar Contraste

Brasil: Previsão do IBGE para Safra Agrícola de 2017

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima para agosto de 2017 uma colheita da ordem de 240,9 milhões de toneladas para a safra agrícola composta por cereais, leguminosas e oleaginosas. Um crescimento de 30,4% sobre a safra de 2016 (184,7 milhões de toneladas). Em relação à área a ser colhida, estima-se um total de 61,1 milhões de hectares. Ou seja, 7% acima da área reservada para o plantio de 2016 (57,1 milhões de hectares).

      Por meio dos dados fornecidos pelo IBGE, o Observatório Metropolitano de Indicadores (OMI) da AGEMCAMP elaborou um gráfico considerando-se a variação anual por produto. Dentre os citados, é possível destacar a previsão de crescimento da colheita do sorgo (+79,50%), o milho da 2ª safra (+71,50%) e o feijão de 1ª safra (+40%). Por outro lado, a produção de mamona (-46%) e de amendoim da 2ª safra (-36,50%) foram estimados com reduções consideráveis. 

plj 

Comparada com a previsão elaborada em julho deste ano, a previsão da safra de 2017 recuou cerca de um milhão e duzentos mil toneladas (-0,5%) em termos de produção, bem como na área de plantio em 29,6 mil hectares (-0,05%).

Nesse sentido, destacam-se variações nas estimativas ocorridas (mês de agosto) na safra de feijão da 3ª safra (+5,4%), café canefora (+3,9%), cebola (+1,1%), café arábica (+0,4%), milho da 1ª safra (-0,3%), feijão da 2ª safra (-0,5%), milho da 2ª safra (-1,2%), feijão da 1ª safra (-1,6%), cevada (-3,8%), trigo (-4,1%) e cacau (-4,8%).

Para 2017, na avaliação da produção nacional de grãos, o Estado de São Paulo se encontra entre os dez maiores produtores, com participação de 3,8% sobre o volume produzido no país. Importante ressaltar a presença do Estado de Mato Grosso (25,8%) no montante total brasileiro.   


 
©OMI - Observatório Metropolitano - Todos os direitos reservados 2010