Diminuir o Tamanho da Letra Aumentar o Tamanho da Letra Dar Contraste / Retirar Contraste

Índice de Preço ao Produtor (IPP)

O Índice de Preço ao Produtor (IPP) das Indústrias Extrativas e de Transformação mede a evolução dos preços dos bens intermediários e bens de consumo, duráveis e não duráveis, recebidos pelos produtores, sem impostos e fretes, além dos bens de capital.

            Estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no mês de agosto deste ano, constatou que o IPP apresentou uma alta de 0,31% em relação ao montante de julho. Com o resultado de agosto, a queda nos preços acumulado em 2017 passou de -1,29% para -0,99%. No período de 12 meses (agosto x agosto), a alta do IPP foi da ordem de 1,66%. 

thyh 

Em termos de maiores variações, elas ocorreram nas atividades de refino de petróleo e produtos de álcool (+6,48%), indústrias extrativas (+6,21%), perfumaria, sabões e produtos de limpeza (+3,06%) e outros produtos químicos (-2,06%).

Observa-se pelos dados que, a variação alcançada em agosto (+0,31%) repercutiu entre as Grandes Categorias Econômicas da seguinte forma: -0,19% em bens de capital; 0,00% em bens intermediários; e +0,91% em bens de consumo. Sendo que, + 0,08% foi a variação observada em bens de consumo duráveis e +1,18% em bens de consumo semiduráveis e não duráveis.

srtjh

 
©OMI - Observatório Metropolitano - Todos os direitos reservados 2010