Diminuir o Tamanho da Letra Aumentar o Tamanho da Letra Dar Contraste / Retirar Contraste

IPCA-15 E IPCA-E: prévia da inflação (dezembro/2017)

A taxa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo (IPCA-15) apresentou no mês de dezembro variação da ordem de +0,35%. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pouco acima da taxa de novembro (+0,32%).

Em sua concepção, o IPCA-15 é um índice com base na variação dos preços no mercado varejista, calculado do dia 16 do mês anterior ao dia 15 do mês de referência. É utilizado para análise das variações do custo de vida da população que se encontra na faixa de renda mensal entre um e quarenta salários mínimos.

O índice inclui nove grupos de produtos e serviços, divididos em subgrupos, totalizando cerca de 465 itens. Pelos dados fornecidos pelo IBGE, o Observatório Metropolitano de Indicadores (OMI) da AGEMCAMP elaborou um gráfico com as variações por grupos de produtos e serviços referentes ao mês de novembro.

gfhsfh

Os principais grupos que influenciaram a alta no índice do mês foram:  Transportes (+1,16%), motivada pelos preços da gasolina (+2,75%), passagens aéreas (+22,34%) e etanol (+4,34%); além dos grupos de Despesas Pessoais (+0,44%). Em contrapartida, observou-se redução no grupo de Comunicação (-0,26%), onde se encontram o aparelho telefônico (-2,24%) e o telefone fixo (-0,76%).

strjhg

Desta forma, o IPCA-E, que se constitui no IPCA-15 acumulado, fechou o ano de 2017 em +2,94%, fortemente influenciado pelo grupo de Saúde e Cuidados Pessoais, que no ano de 2017 teve um resultado acumulado de +6,68%.

 
©OMI - Observatório Metropolitano - Todos os direitos reservados 2010