Diminuir o Tamanho da Letra Aumentar o Tamanho da Letra Dar Contraste / Retirar Contraste

RMC: CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO IDOSA

O envelhecimento da população é uma tendência geral, mas possivelmente impactará de forma mais intensa em determinadas regiões do país. Segundo dados da Fundação Seade, o número de idosos na Região Metropolitana de Campinas irá triplicar até 2050, com previsão de crescimento da ordem de 1,5 milhões de indivíduos. Em contrapartida, o número de jovens deve diminuir em cerca de 343,9 mil até 2050.

O Observatório Metropolitano de Indicadores da RMC (OMI-RMC) da AgemCamp coletou informações sobre a faixa etária da população da RMC nos últimos 4 anos. Vide quadro abaixo:

população idosa

 

A pesquisa realizada pelo Seade mostra que a partir de 2030, os habitantes com mais de 60 anos crescerão a uma taxa de 1,95% ao ano na RMC, enquanto a população mais jovem, tenderá a uma redução percentual ano de 1,18%.

O OMI-RMC elaborou um gráfico referente a evolução da participação de idosos na população da Região. Segundo alguns critérios sociais considerados atualmente: “apesar do estatuto do idoso definir que a pessoa atinge essa condição aos 65 anos de idade, são muitas as situações em que determinados direitos são garantidos já a partir dos 60 anos, optou-se, portanto, por considerar idosas a população a partir dos 60 anos de idade. ”

participação dos idosos

 
©OMI - Observatório Metropolitano - Todos os direitos reservados 2010