Parceria consolidada pela inclusão

Imprimir   |   Enviar por e-mail

O Ministério Público do Trabalho iniciou uma articulação com instituições parceiras para aumentar a participação das pessoas com deficiência (PCD) no mercado de trabalho em Campinas. Na próxima quinta-feira, às 9h, o MPT promove, em parceria com a Gerência Regional do Trabalho de Campinas (Ministério da Economia) e a Fundação FEAC, uma oficina destinada a profissionais de recursos humanos que exercem funções de recrutamento e seleção ou de implementação de práticas para inclusão nas empresas. Em discussão, estará a teoria e a prática da Lei Brasileira de Inclusão de Pessoas com Deficiência, com vistas ao preenchimento da cota instituída pela Lei 8.213/91. O evento acontece no auditório da sede do MPT.

De acordo a projeção do Censo do IBGE para este ano, Campinas tem cerca de 350 mil pessoas com deficiências. O número do total deles empregado não foi divulgado pelos institutos desse segmento. “A oficina será uma oportunidade de conscientizar as empresas do seu papel social, desmistificar o uso de mão de obra de pessoas com deficiência e alertar da obrigatoriedade da contratação prevista em lei. Esperamos contribuir para a efetiva inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho de Campinas, que possui grande potencial de vagas”, afirma a procuradora e coordenadora regional da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdades de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho, Danielle Olivares Correa Masseran.

 

Programação

A oficina será oferecida durante todo o dia, das 9h às 16h45. A vice-procuradora-geral do Trabalho, Maria Aparecida Gugel, abrirá os trabalhos palestrando sobre o tema “Acessibilidade, integração e inclusão à luz da Lei Brasileira de Inclusão”, seguida do auditor fiscal do Trabalho e coordenador estadual do Programa de Inclusão da Pessoa com Deficiência, José Carlos do Carmo.

Na parte da tarde, o painel “Nada sobre nós sem nós” será conduzido por trabalhadores com deficiência que falarão sobre suas experiências pessoais de inclusão. Em seguida, a secretária-executiva da Rede Empresarial de Inclusão Social (REIS), Ivone Santana, passará um olhar inclusivo do recrutamento de profissionais. O evento se encerra com a exposição de casos empresariais de sucesso. A Lei 8.213/91 estabelece a obrigatoriedade de contratação de pessoas com deficiência para empresas com 100 ou mais funcionários. A cota depende do total de empregados.

 

Considerado um dos importantes projetos de empregabilidade, o Oportunidades Especiais permanece no Parque D. Pedro Shopping, Entrada de Pedras (em frente da loja Etna), até 12 de outubro. O espaço é voltado às pessoas com algum tipo de deficiência que buscam inserção ou recolocação no mercado de trabalho e que tenham entre 18 e 50 anos. O serviço é gratuito e mais de 5 mil vagas são abertas anualmente, sendo cerca de 300 para Campinas e Região.

Para participar é necessário cadastrar o currículo no estande do Oportunidades Especiais, localizado na Entrada de Pedras, ter e-mail e levar documentos pessoais, como Carteira de Trabalho e Identidade, no horário de funcionamento do shopping. Inscrições abertas para o segmento.

 

Serviço

O quê: Oficina destinada a profissionais de recursos humano

Quando: Quinta-feira (10)

Onde: Auditório do Ministério Público do Trabalho em Campinas – Rua Pedro Anderson, 91 -Taquaral, Campinas

Quanto: Entrada franca

Projeto tem inscrição até 12 de outubro



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css