Qualidade de vida prevalece na RMC

Imprimir   |   Enviar por e-mail

Dez dentre 15 cidades avaliadas na Região Metropolitana de Campinas (RMC) contam com alto grau de qualidade de vida. A pesquisa é organizada a cada trimestre pela Indsat, agência privada que mede os índices de satisfação com os serviços públicos. Pela quinta edição consecutiva, Indaiatuba aparece no topo do ranking, com 771 pontos. Foram ouvidos 400 moradores de cada um dos municípios analisados. O estudo propõe medir a percepção dos moradores no que se diz respeito à qualidade de vida da população nas cidades pesquisadas. Os entrevistados avaliam o quesito a partir dos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo” quando questionados sobre serviços como saúde, educação, transporte, cultura ou administração pública, por exemplo.

“Estamos na direção certa. Cada vez mais deveremos trabalhar para buscar o que há de melhor para a população em todos os setores: segurança; transporte; educação; saúde; cultura e esporte, entre outros detalhes, como investimento em novos equipamentos públicos, urbanização e limpeza da cidade”, destaca o prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB).

Gustavo Reis (MDB), prefeito de Jaguariúna, segunda colocada no ranking, destacou os investimentos em saúde na cidade. Após ter inaugurado a UBS-1 José Poltronieri, no bairro Nova Jaguariúna II, a Prefeitura de Jaguariúna anunciou a entrega de outras duas unidades: uma no bairro Fontanela e outra no bairro Cruzeiro do Sul. “Ainda este mês vamos entregar mais duas unidades de saúde e ampliaremos o atendimento na rede municipal. Estamos dando continuidade às políticas públicas que priorizam os setores mais importantes para nossa população, e Saúde é um deles”, disse.

No ranking, a 2ª colocada Jaguariúna ficou com 754 pontos. Nova Odessa aparece na 3ª posição com 737 pontos e Vinhedo é a 4ª colocada com 716 pontos. A aprovação em quesitos como saúde, educação e abastecimento de água, por exemplo, foram essenciais para que as quatro cidades pudessem obter uma pontuação geral que ultrapassou os 740 pontos. Hortolândia fecha o Top 5 do ranking com 684 pontos. Também figuram com alto grau de satisfação dos moradores as cidades de Itatiba (684 pontos), Valinhos (681), Santa Bárbara d’Oeste (663), Americana (660) e Monte Mor (654).

O Alto Grau de Satisfação é atribuído aos segmentos que recebem entre 650 e 799 pontos. Caso o setor atinja 800 pontos, ele passa a ser classificado com Grau de Excelência. As outras cinco cidades da RMC analisadas pela Indsat não foram além de notas médias na avaliação: Paulínia (640 pontos), Campinas (639), Artur Nogueira (637), Cosmópolis (618) e Sumaré (615). Estes são os últimos resultados relativos ao 4º trimestre de 2018. A partir do próximo dia 15, a Indsat começa a divulgar os dados referentes ao 1º trimestre de 2019.



http://www.agemcamp.sp.gov.br/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css