Iní­cio Empresas e seus Setores Econômicos


Concentração regional de empresas e seus principais setores econômicos Imprimir E-mail

O segmento de Turismo de Negócios e Eventos, estratégico no setor turístico, possui, na Região Metropolitana de Campinas – RMC, condições fundamentais para seu desenvolvimento, destacando-se seu potencial econômico, tecnológico e de ensino e pesquisa. Composta por 19 municípios, a região possui moderna infraestrutura de transportes, avançado e diversificado parque industrial e extensa rede de instituições de ensino e pesquisa, além de ser o mais importante polo nacional de Tecnologia de Informação e Comunicação – TIC.

Responsável por cerca de 8% do Produto Interno Bruto – PIB do Estado de São Paulo (2007), o desempenho econômico da RMC reflete seu dinamismo, fruto de sua importante base industrial, diversificado setor terciário e uma agricultura fortemente articulada à indústria, com complexos agroindustriais para processamento ou industrialização de produtos, com destaque para cana de açúcar, laranja e café.

Em 2008, segundo a Relação Anual de Informações Sociais – Rais, a indústria regional possuía cerca de 7,8 mil empresas, empregando 260 mil pessoas. Os destaques são os complexos químico, metal-mecânico e têxtil, com participação ampliada, a partir dos anos 1990, para os subsetores de material elétrico e de comunicação, farmacêutico e de veículos automotores e autopeças.

A Refinaria do Planalto – Replan, em Paulínia, e as usinas de produção de álcool são destaque no setor químico, além de um conjunto de empresas compradoras e fornecedoras articuladas à refinaria e distribuídas por vários municípios da região. Localizada principalmente em Americana e Nova Odessa, a indústria têxtil, depois de intenso processo de modernização, ao longo dos anos 1990, retomou seu dinamismo e, isoladamente, continua sendo a principal empregadora de toda a região.

Jaguariúna concentra o setor de bebidas graças aos investimentos realizados pelas empresas de fabricação de refrigerantes e cerveja. A indústria de material elétrico, informática e equipamentos de telecomunicações tem presença de destaque principalmente nos municípios de Campinas, Jaguariúna e Indaiatuba. Outros segmentos como veículos automotores e autopeças, farmacêutica, máquinas e equipamentos, papel e celulose e borracha distribuem-se pelos municípios de Campinas, Sumaré, Indaiatuba, Jaguariúna, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste, Americana, Valinhos, Paulínia e Monte Mor.

O setor de serviços, que concentrava, em 2008, cerca de 42% do emprego formal, contribuiu para a transformação da Região Metropolitana Campinas, ao longo das últimas décadas, em centro de excelência em função da sofisticação e do porte do seu mercado consumidor regional.

Destacam-se no setor de serviços as empresas atuantes no segmento de alta tecnologia. Como decorrência da adoção de iniciativas para a consolidação de um polo tecnológico, ao longo dos anos 1990, intensificou-se a instalação de diversas empresas intensivas em tecnologia (Motorola, Trópico, Nortel, Lucent, TRB Pharma, PST Electronics, entre outras), inclusive de capital estrangeiro, nas áreas de telecomunicações, informática, microeletrônica, optoeletrônica e química fina, além de um grande número de empresas de pequeno e médio portes fornecedoras de insumos, componentes, partes, peças e serviços.

Adicione-se a este cenário uma robusta rede de instituições de ensino e pesquisa tecnológica, algumas com reconhecimento internacional, e responsáveis pela geração de soluções, bens e serviços.

 


AGEMCAMP - Agência Metropolitana de Campinas
Av. Brasil, 2340 - 3º andar do Edifício 1 - Bloco A - Conjunto CATI
Bairro Jd. Chapadão - Campinas - SP - CEP 13070-178
Tel: (19) 3211-5600
E-mail:
Horário de Atendimento: das 8h às 17h
 

Acesse:

Portal da Agemcamp
Invista na Região Metropolitana de Campinas
Portal da Cultura na Região Metropolitana de Campinas
Observatório Metropolitano - Indicadores da RMC